05 de setembro de 2017

Diálogos insólitos

Por José Carlos Sá

(Ilustra Corrosiva.Com/Banzeiros)

– Filho, trouxe para você…
– O que é?
– Crepe.
– É bom?
– Você já comeu…
– E eu gostei?
– Ora! E eu sei lá!

***

– Como é aquela história que você disse a seu pai que não gostava do nome que ele te deu?
– Perguntei à pai por que eu tinha esse nome. Ele respondeu com outra pergunta: “você não gosta do seu nome?” Eu, com a sinceridade de criança, respondi não. Ele não disse nada. Muitos anos mais tarde, já adulto, me lembrei dessa conversa e me toquei que sou “Junior”…
– HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA…. Nem queria rir… HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA [até o infinito]

***

Estava chegando ao Senac sobraçando minha apostila, quando uma senhora idosa veio ao meu encontro:

– O senhor é professor?

– Não senhora.

– É o seguinte: Meu pagamento não saiu e eu tenho 35 reais e faltam 10 para eu comprar o gás. Pode me ajudar? Respondi “não” e ela foi embora sem dizer nada e deixar eu completar a frase.

Será que ela só pediu porque eu disse que não era professor?

Tags

Corrosiva Diálogos insólitos JP Mar Marcela Ximenes Senac 

Compartilhar

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*