07 de julho de 2017

Rei moribundo, rei posto!

Por José Carlos Sá

Maia não foi picado pela mosca azul, ele é a própria (Montagem Banzeiros)

Nos últimos dias a Imprensa tupiniquim tem colocado gasolina na fogueira das vaidades da sucessão quase certa do presidente Michel Temer. De uma hora para outra todos os pecados que eram atribuídos ao deputado Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, foram esquecidos e ele passou a ser a bala de prata para fazer a transição do país para o próximo presidente.

As acusações que pesam ou pesavam sobre Rodrigo Maia são lavagem de dinheiro e corrupção, segundo a Polícia Federal. Maia teria atuado como defensor dos interessas da construtora OAS no Congresso, recebendo em troca dinheiro para campanha em 2014.

Se a mosca azul picou o deputado não se sabe, o certo é que ele já está formando o futuro ministério.

(Montagem sobre foto de Ailton de Freitas/Ag O Globo e imagem da internet)

Tags

deputado Rodrigo Maia Imprensa tupiniquim Mosca azul presidente Michel Temer 

Compartilhar

Comentários

  • Leo Ladeia disse:

    E quem virá depois dele na linha de sucessão? Eduardo Cunha reservou um bando de cabas só pra soltar nele. Eunício está no bico do corvo mais sujo que calcinha de hippie e aí – com perdão da má palavra – o bagúio vai sobrar para a Ministra Carmem Lúcia.
    Se conheço bem os rolos de Brasília, sua batata ( lá dela, Zulivre e a guarde!) já deve estar assando e a trama rolando. A tchurma do mal não refresca pra ninguém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*