29 de junho de 2017

Renancracia

Por José Carlos Sá

(Ilustra Jorge Braga/O Liberal – Goiânia 05/04/2017)

A jangada do PMDB faz água e um dos responsáveis pelo leme anuncia que vai abandonar o barco. Estou falando do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), que anunciou quarta-feira (28/07) a renúncia ao cargo de líder do partido no Senado e passou definitivamente à oposição ao governo Temer.

Sobre o fato, chargista Duke lembrou o que viu no tuíter: “Certa vez, li aqui na Rede: Se ver o Renan pulando de um prédio em chamas, pode pular junto que tem uma cama elástica lá embaixo.” E o pior é que cairá em pé, igual a um gato.

Tags

PMDB presidente Michel Temer Senado Federal senador Renan Calheiros 

Compartilhar

Comentários

  • Leo Ladeia disse:

    O ato de um escorpião picar uma serpente não pode ser classificado como traição se usam o mesmo buraco onde alianças e divisões dependem das suas conveniências pessoais para sobrevivência e longe do pudor, da ética, do respeito e do bem público.
    Em Brasília tudo se desfaz e tudo se acochambra no mesmo momento. Esta semana presenciei a discussão ferrenha de dois líderes – Renan e Jucá – e foi lamentável.
    Um gambá cheira o outro, se agridem e depois lambem suas próprias feridas…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*