02 de junho de 2017

Menos multa, mais mobilidade

Por José Carlos Sá

Desde o início do funcionamento do CPA, o trânsito no entorno do complexo passou a ser mais caótico do que já era. Em breve será inaugurado o novo prédio que sediará o Poder Legislativo, que apesar de destinar espaço para estacionamento, o transtorno aumentará.

Terminal da rua Pio XII, sem função (Fotos JCarlos)

Ouvi o titular da Semtran, Mardem Negrão, dizendo que a secretaria está revisando o Plano de Mobilidade Urbana para implantar, entre outras coisas, as novas rotas das linhas de transporte coletivo. A minha sugestão é para que também seja reestudado o trecho da rua Pio XII, entre avenidas Farquhar e Presidente Dutra. No local foi construído um terminal de integração para embarque e desembarque de passageiros. A obra foi realizada na administração do prefeito José Guedes (1993-1996), quando o secretário era o engenheiro Petrônio Ferreira Soares. O terminal fazia parte de um projeto que incluía os terminais do Hospital de Base e da rua Euclides da Cunha.

O diferencial para o terminal da Esplanada das Secretarias era a “mão inglesa”, devido a posição das portas do ônibus para acesso dos passageiros. Hoje o terminal está abandonado, pois as empresas mudaram a rota e estão passando pela rua Padre Chiquinho, já que os veículos estacionados ao longo da Pio XII impedem a passagem dos coletivos. No entanto, as placas de restrição à parada e estacionamento continuam instaladas e desobedecidas. De vez em quando vejo o pessoal da Semtran com os blocos eletrônicos em punho lavrando as ditas “notificações”.

Por que não resolver esse problema, demolindo o terminal fantasma e ordenando o estacionamento, ao invés de só querer arrecadar?