18 de abril de 2017

Carnaval fora de época, meeesssmo

Por José Carlos Sá

EscolasParece brincadeira, mas não é. Ontem as redações da Imprensa Caripuna receberam um aviso de pauta com a convocação de uma entrevista coletiva do presidente da Fundação Cultural de Porto Velho para anunciar o cancelamento do desfile das escolas de samba, que estava marcado para o dia 30 de abril. No convite se faz menção a um seminário que será realizado sobre o”Carnaval 2018″ e um evento em outubro, com a participação da Federação das Escolas de Samba.

Fui atrás do outro lado e busquei a versão daquele que considero o porta-voz desse segmento, o Silvio Zé Katraka Santos.  Na coluna Lenha na Fogueira Katraka resume o assunto: “Eu já sabia” e dá as razões que, na opinião dele, o desfile deveria mesmo ser cancelado, completando que a ideia da Prefeitura é investir no Arraial Flor do Maracujá, mas com dinheiro dasuzina. Então tá.

Eu tinha guardado o samba enredo da Escola de Samba São João Bosco, que o puxador da agremiação, Banana Split, me presenteou. Eu ia publicar no dia 30, numa homenagem ao Manelão, que seria o tema do desfile da São João Bosco.band (2)(2)

Eu, particularmente, não sou contra ou a favor dos desfiles. A serviço (TV Educativa e Alto Madeira), assisti a alguns desfiles e achava horrível o intervalo entre uma escola e outra… Acredito que a tendência do carnaval porto-velhense será a manutenção dos blocos e da Banda do Vai quem quer.