10 de maio de 2016

Emendas ou remendos?

Por José Carlos Sá

Vi hoje notícia sobre o esperneio do neo-prefeito de Candeias, Junior Silva (PP), onde contradiz a publicidade divulgada pelo gabinete da deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO),  dando conta que destinou “R$ 500 mil para estruturação de serviços de saúde do Município de Candeias do Jamari” (economizei, no cartaz os 500 mil tem todos os sete zeros).

Ainda não vi a resposta da assessoria da deputada, mas pelo pouco que acompanho as nuances políticas, vou tentar explicar como as emendas funcionam:

(Foto Condecom/Prefeitura de Porto Velho)

(Foto Condecom/Prefeitura de Porto Velho)

Como ex-vereador, o atual prefeito esqueceu, muito depressa, como funcionam as tais emendas parlamentares. O parlamentar propõe uma certa quantia para determinada utilização, uma vez que o orçamento é liberado, o executivo é chamado à Caixa Econômica Federal ou ao Ministério a fim e apresentar o projeto técnico e documentos para utilização dos recursos.

Não é assim, vai lá no caixa e saca, não!!!