23 de outubro de 2015

Dasuzina do Madeira

Por José Carlos Sá

Que todo mundo confunde as hidrelétricas de Santo Antônio com Jirau e vice-versa, não é novidade. Tanto que foi criado e difundido o termo genérico “asuzina”, para não ter erro e está funcionando.

Mas o deputado Airton Gurgacz (PDT) foi mais longe na preocupação de não causar mal entendido e ‘ruídos’ na comunicação. Em discurso em Ji-Paraná, se referiu aos investimentos do Governo Federal em geração de energia assim: “O governo sempre prestigiou o estado com importantes obras, (…), as usinas do Madeira e Jirau, (…)”.

A partir da esquerda, dona Solange, Airton Gurgacz, eu, Mariana Scalzo e uma pessoa cujo nome não sei (Foto Cléris Muniz)

A partir da esquerda, dona Solange, Airton Gurgacz, eu, Mariana Scalzo e uma pessoa cujo nome não sei (Foto Cléris Muniz)

Em 2011, Airton Gurgacz, então vice-governador no primeiro mandato de Confúcio Moura, visitou o estande da Santo Antônio Energia na saudosa Expovel (última edição da feira) e ficou espantado ao saber que tinha uma hidrelétrica sendo construída “dentro” de Porto Velho. Detalhe: o gabinete do vice-governador ficava na estrada de Santo Antônio, que é um dos acessos da hidrelétrica.

Tags

Asuzina Asuzina de Jirau Asuzina de Santo Antônio deputado Aírton Gurgacz Ji-Paraná 

Compartilhar

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*