20 de junho de 2006

JORNAL

Por José Carlos Sá

O passado se apresentou sob meus olhos, quando assisti uma matéria que o Bom Dia Rondônia mostrou hoje (20), enfocando um jornal feito por estudantes de primeiro grau de uma escola de Ji-Paraná (infelizmente não gravei o nome). Esta coisa é contagiosa. Comecei da mesma forma, fazendo jornalzinho no Grupo Escoteiro, mais ou menos em 1970; depois no colégio, na faculdade, no sindicato e ganhando dinheiro para viver e educar os filhos e o neto. Jornalismo é uma doença que não tem cura. É preciso evitar escrever a primeira linha, depois, já era.

Tags

Compartilhar

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*