07 de junho de 2006

SORTE GRANDE

Por José Carlos Sá

Sempre questionei para onde vai o dinheiro das loterias do país. Nunca vi a prestação de contas de nenhuma delas e ninguém nem aí para isso. O assunto foi tratado superficialmente quando um dos “anões do Orçamento”, deputado João Alves disse que ganhara várias vezes na loteria, para justificar a sua fortuna súbita. Hoje, intriga a sucessão de mega-senas, que depois de acumular 30, 40 milhões de reais, sai para um só apostador. Segundo o professor Silvio Persivo (hoje só dá ele), a possibilidade de um só ganhador acertar sozinho a mega sena é uma em 50 milhões. Vai ter sorte assim lá na pqp! Ou, esta grana tá indo para onde eu tô pensando: financar coisas inomináveis.

Tags

Compartilhar

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*